Você sabe o que é dermatite de contato?

A dermatite de contato é uma forma de resposta da pele a agentes externos que podem provocar apenas irritação ou alergia. Como assim?

Existem substâncias que em contato com a pele de qualquer pessoa são capazes de provocar irritação, sem que isso signifique que a pessoa é alérgica a este componente. Por exemplo, bebês que ficam em contato prolongado com a urina, desenvolvem a dermatite das fraldas, que é um tipo de dermatite de contato por irritante. Este tipo de reação também pode ser visto com o contato repetido e/ou prolongado com sabão e outros produtos de limpeza.

Outras substâncias e misturas  são capazes de provocar dermatite apenas em pessoas que já foram sensibilizadas e são alérgicas àquele determinado componente. Por exemplo, há pessoas com alergia a componentes utilizados na produção de borracha, apresentando alergia quando utilizam sandálias de borracha.

E como se manifesta a dermatite e contato?

Podemos ver vermelhidão, bolhinhas de água, fissuras, pele grossa e ressecada e, coceira no local que entrou em contato com o componente desencadeador da dermatite. Regiões frequentemente acometidas: mãos, orelhas, pálpebras, pescoço, pés, punhos.

E como sei que tenho dermatite de contato?

A dermatite por irritante tem diagnóstico clínico. Podemos pensar neste tipo de dermatite quando está presente há mais de 6 semanas; investigação cuidadosa não firmou diagnóstico de dermatite de contato alérgica; há contato repetitivo com água, solventes orgânicos, alimentos irritantes. As mãos são frequentemente acometidas.

Já a dermatite de contato alérgica pode ser diagnosticada por meio do teste de contato.

Como é feito o teste de contato?

O teste de contato é realizado pela aplicação de substâncias que comumente provocam alergia de contato nas pessoas. Na maioria das vezes, o teste é aplicado no dorso do paciente, que permanece com o mesmo durante 2 dias. Durante este tempo, o paciente deve evitar exercícios físicos ou molhar a área do teste. A pele deve estar sem dermatite no local do teste e as lesões de pele devem estar o melhor controladas possível. O paciente também deve evitar o uso de corticoides tópicos ou orais em dose superior a 10mg/dia até dois dias antes do teste. O bronzeamento também pode afetar o resultado do teste e deve ser evitado por 6 semanas após exposição ao sol.

Após 48 da aplicação do teste, o paciente retorna à clínica e o teste será removido. Trinta minutos mais tarde é feita a primeira leitura. A segunda leitura é realizada após 96h da aplicação do teste, quando será fornecido o resultado.

O teste de contato pode ter algum risco ou efeito colateral?

Os efeitos adversos são raros. O teste positivo pode provocar vermelhidão, coceira e ocasionalmente bolhas no local da aplicação.  Pode haver um aumento ou diminuição da pigmentação no local do teste e há uma pequena possibilidade de cicatriz ou infecção no local do teste positivo.

Posso fazer o teste grávida?

O teste de contato deve ser evitado na gestação, mas não há contraindicação formal à sua realização na amamentação.

Qual a importância de realizar o teste de contato?

A dermatite de contato só é desencadeada após o contato com o agente causador. Enquanto persistir o contato, não haverá melhora da dermatite. Desta forma, o teste de contato é uma importante ferramenta na descoberta do agente causador e, por conseguinte, no tratamento da dermatite. O teste é capaz de identificar o agente em 70% dos casos.

 

Se você tem alguma dermatite, procure o seu dermatologista. Durante a consulta você poderá saber se há suspeita de dermatite de contato, quais os prováveis responsáveis e se há a necessidade de realizar o teste.

Aqui na Avicena você pode se consultar com a dermatologista e, se necessário, fazer seu teste de contato. Aguardamos sua visita!

2019-03-31T20:59:46-03:00
%d blogueiros gostam disto: